Grammis 2019: Pop em alta e surpresa emocionante

Prêmio Honorário para o DJ Avicii foi o ponto alto do evento


Pela foto de capa já deu para notar que a noite de premiação do Grammis 2019 foi repleta de elegância. A cerimônia, que ocorreu em Estocolmo (Suécia), consagrou a música Missing U como a Melhor do Ano. A canção é da cantora pop, compositora e produtora Robyn, nome artístico da sueca Robin Miriam Carlsson. Mas não parou por aí: Robyn também levou para casa o troféu de Álbum Pop do Ano pelo disco Honey.

O Melhor Álbum do Ano ficou para a cantora e compositora Seinabo Sey e seu disco pop I’m a Dream. Seinabo garantiu uma dobradinha com a conquista do prêmio na categoria Letrista do Ano pelo mesmo trabalho.

Alguns outros destaques foram SlowGold, que venceu na categoria Cantor(a) do Ano e Ludwig Göransson, que pelo trabalho de composição e produção da trilha sonora do filme Pantera Negra levou o prêmio de Compositor do Ano.

Divulgação

Mas, sem sombra de dúvidas, o ponto alto da noite foi a entrega do Prêmio Honorário para o DJ Tim “Avicii” Bergling. O também produtor sueco cometeu suicídio aos 28 anos (20 de abril de 2018) e, na carta de despedida deixada à família, ele disse que estava farto da fama e da exigência da sua profissão. O pai de Avicii, Klas Bergling, discursou na cerimônia.

“Como pai de Tim, sinto-me muito honrado em receber este grande prêmio. Ele era uma pessoa amigável, bem-humorado e muito comprometido. (…) Meu filho era uma pessoa tímida que não queria estar no centro dos holofotes e tinha dificuldades com o papel principal. Avicii tinha a necessidade de se retirar, encontrar paz e de se encontrar consigo mesmo”, pontuou Klas. Leia aqui o discurso na íntegra.

Confira a lista completa de vencedores do Prêmios Grammis 2019:

MÚSICA DO ANO

Missing U
Robyn

MELHOR ÁLBUM DO ANO

I’m a Dream
Seinabo Sey

CANTOR(A) DO ANO

Slowgold
Mörkare

ARTISTA DO ANO

Z.E
Min penna blöder

COMPOSITOR DO ANO

Ludwig Göransson
Black Panther: Original Motion Picture Score

LETRISTA DO ANO

Seinabo Sey
I’m a Dream

PRODUTOR DO ANO

Simon Superti

VIDEOCLIPE DO ANO

RAPIN*
Gustaf Holtenäs

NOVO ARTISTA DO ANO

Imenella
Moves (Remix), Chagga

ÁLBUM INFANTIL DO ANO

Mina egna favoriter
Gullan Bornemark

MELHOR HARD ROCK/METAL

Tribulation
Down Below

HIP HOP DO ANO

Jireel
18

MELHOR ÁLBUM DE DANCE/ELETRÔNICA

Neneh Cherry
Broken Politics

POP DO ANO

Robyn
Honey

MÚSICA CLÁSSICA DO ANO

Cecilia Zilliacus
Amanda Maier: Volume 3

Bengt Forsberg
Amanda Maier: Volume 3

Kati Raitinen
Amanda Maier: Volume 3

BANDA DE DANÇA DO ANO

Blender
Gambla litegrann

ROCK DO ANO

Hurula
Oss är allt

JAZZ DO ANO

Amanda Ginsburg
Jag har funderat på en sak

FOLK DO ANO

Per Gudmundson
Hjeltamôs

Bengan Janson
Hjeltamôs

POP ALTERNATIVO DO ANO

Sarah Klang
Love in the Milky Way

PRÊMIO HONORÁRIO

Avicii

PRÊMIO ESPECIAL

Janne Hansson

ARTISTA MAIS SUTENTÁVEL

Anikka Norlin


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Prêmios Grammis vai coroar talentos musicais da Suécia

Evento começa nesta quinta (07) em Estocolmo; confira a lista de indicados


Começa na tarde nesta quinta-feira (07) o Prêmios Grammis, evento que premiará os melhores do ramo musical da Suécia. A cerimônia organizada em 20 categorias de prêmios ocorrerá em Estocolmo, a capital do país europeu.

Crédito: Divulgação/Grammis

Os Prêmios Grammis são entregues pelo escritório sueco da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI). Embora seu nome possa ser confundido com o Grammy norte-americano, na verdade trata-se de um prêmio distinto. O troféu foi criado pelo renomado ourives sueco Claës E. Giertta.

Confira a lista completa de indicados ao Prêmios Grammis 2019:

MÚSICA DO ANO

Dance You Off
Benjamin Ingrosso

Missing U
Robyn

Ruin My Life
Zara Larsson

Fireworks
First Aid Kit

Aqua Aura
Fricky

MELHOR ÁLBUM DO ANO

Min penna blöder
Z.E

I’m a Dream
Seinabo Sey

So Sad So Sexy
Lykke Li

Honey
Robyn

Hejdå
Little Jinder

CANTOR/COMPOSITOR DO ANO

Sven-Bertil Taube
Så länge skutan kan gå – Vol. 2

Lisa Ekdahl
More of the Good

Slowgold
Mörkare

Eagle-Eye Cherry
Streets of You

Christian Kjellvander
Wild Hxmans

ARTISTA DO ANO

Cherrie
Araweelo

Seinabo Sey
I’m a Dream

Robyn
Honey

Hov1
Gudarna på Västerbron

Z.E
Min penna blöder

COMPOSITOR DO ANO

Lykke Li
So Sad So Sexy

Little Jinder
Hejdå

Robyn
Honey

Jeff Roman
18

Ludwig Göransson
Black Panther: Original Motion Picture Score

LETRISTA DO ANO

Markus Krunegård
I huvet på en idiot, i en bar, på en ö, i ett hav, på en ö, i en bar, i huvet på en idiot

Seinabo Sey
I’m a Dream

Jenny Wilson
EXORCISM

Z.E
Min penna blöder

Ozzy
Ett öga rött

PRODUTOR DO ANO

Jenny Wilson
EXORCISM

Amr Badr
Araweelo

Simon Superti

Joakim Åhlund

Ludwig Göransson
Black Panther: Original Motion Picture Score

VIDEOCLIPE DO ANO

IDFKA
Cobrah, Erik Hellmouth

RAPIN*
Gustaf Holtenäs

Sports
Simon Jung

Sway
Joanna Nordahl

I Owe You Nothing
Sheila Johansson

NOVO ARTISTA DO ANO

GRANT
In Bloom

Junior Brielle
Blod, Love, VM 94

Fricky
Aqua Aura

Imenella
Moves (Remix), Chagga

Ozzy
Ett öga rött

ÁLBUM INFANTIL DO ANO

I en stad
Nils Berg, Kalle Carmback

Mina egna favoriter
Gullan Bornemark

Det bästa ur den silvriga barnkammarboken
Universal Music

Andra sommaren
Räkna kråkor

Lullabies from around the world
Tetra

MELHOR HARD ROCK/METAL

Ghost
Prequelle

Hardcore Superstar
You Can’t Kill My Rock’n’Roll

The Night Flight Orchestra
Sometimes the World Ain’t Enough

At the Gates
To Drink from the Night Itself

Tribulation
Down Below

HIP HOP DO ANO

STOR

Fricky
Aqua Aura

Imenella
Moves (Remix), Chagga

Jireel
18

Jireel

Ozzy
Ett öga rött

MELHOR ÁLBUM DE DANCE/ELETRÔNICA

Bella Boo
Fire

Shakarchi & Straneus
Steal Chickens From Men And The Future From God

Tungevaag & Raaban
All For Love, Hey Baby

Quiltland
Polarity

Neneh Cherry
Broken Politics

POP DO ANO

Cherrie
Araweelo

Seinabo Sey
I’m a Dream

Robyn
Honey

Molly Sandén
Större

Tove Styrke
Sway

MÚSICA CLÁSSICA DO ANO

Fredrik Malmberg
Nocturnal Singing

Cecilia Zilliacus
Amanda Maier: Volume 3

Royal Swedish Navy Band
Nocturnal Singing

Västerås Sinfonietta
Anders Nilsson: Orchestral Works

Gábor Takács-Nagy
Anders Nilsson: Orchestral Works

Orquestra Sinfónica de Gotemburgo
Torbjörn Iwan Lundquist: Symphonies Nos. 3 & 4

Eva Ollikainen
Anders Nilsson: Orchestral Works

Andrew Manze
Nocturnal Singing

Martin Sturfält
Anders Nilsson: Orchestral Works

Bengt Forsberg
Amanda Maier: Volume 3

Swedish Radio Symphony Orchestra
Nocturnal Singing

The Nordic Baroque Band
The Nordic Baroque Band

Eric Ericson Chamber Choir
Nocturnal Singing

Swedish Radio Choir
Nocturnal Singing

Kati Raitinen
Amanda Maier: Volume 3

BANDA DE DANÇA DO ANO

Blender
Gambla litegrann

Casanovas
Vi lever här och nu

Larz-Kristerz
Det går bra nu

Sannex
Crossroads

Lasse Stefanz
Forever

ROCK DO ANO

Avantgardet
Alla känner apan

Imperial State Electric
Anywhere Loud (Live)

Hurula
Oss är allt

Viagra Boys
Street Worms

Les Big Byrd
Iran Iraq IKEA

JAZZ DO ANO

Bo Sundström
Mitt dumma jag – Svensk jazz

Johan Lindström Septett
Music for Empty Halls

Bobo Stenson Trio

Georg Riedel
Secret Song

Amanda Ginsburg
Jag har funderat på en sak

FOLK DO ANO

Åkervinda
Förgänglighet

Hazelius Hedin
Jorland

Sara Ajnnak
Gulldalit – Can You Hear Me

Per Gudmundson
Hjeltamôs

Lena Jonsson
Places

Bengan Janson
Hjeltamôs

POP ALTERNATIVO DO ANO

Sarah Klang
Love in the Milky Way

Lykke Li
So Sad So Sexy

Little Jinder
Hejdå

First Aid Kit
Ruins

El Perro del Mar
We are History


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Começa hoje (5) o Festival de Sanremo

Evento terá cinco noites de apresentações

O festival de canção italiana, Sanremo, inicia na noite desta terça-feira (05). Vinte e quatro vozes estão na disputa pelo prêmio da 69ª edição do evento, que acontece sempre no Teatro Ariston, em Sanremo, na Itália. As apresentações da competição seguem até sábado (9).

A primeira edição do festival foi em 1951, antes mesmo da chegada da televisão na Itália. Também por este motivo, o evento musical é considerado um dos mais importantes do mundo e o mais importante da Europa.

A competição terá só um vencedor, entre os mais de vinte que disputam o prêmio. O evento possui quatro sistemas de votação: o Televoto, por telefones fixos ou móveis; a Sala de Imprensa; o Júri Demoscópio, formado por representantes do público italiano; e o Juri de Honra, já chamado de Júri Expert.

Os quatro sistemas possuem pesos e atuam em diferentes fases do festival, sendo apenas três em uma mesma noite. Assim, o Televoto vale 40% nas três primeiras noites e 50% nas duas últimas. O Júri Demoscópico vale 30% nas três primeiras noites, e o Júri de Honra vale 20% nas duas últimas noites. Já a Sala de Imprensa vale 30% em todas as noites.

O presidente do Jurí de Honra desta edição será o ex-diretor artístico do festival, Mauro Pagani. Ferzan Ozpetek, Camila Raznovich, Claudia Pandolfi, Elena Sofia Ricci, Beppe Severgnini, Serena Dandini e Joe Bastianich também foram anunciados como jurados, na manhã desta terça-feira (5), pelo vice-diretor da Rai, organizadora do evento.

Na primeira noite de festival, todos os artistas subirão ao palco para cantar sua música pela primeira vez. Dentre eles, estão os dois vencedores do Sanremo Giovani 2018.

Confira a lista dos artistas que irão se apresentar durante o evento:

  • Arisa – Mi sento bene
  • Loredana Bertè – Cosa ti aspetti da me
  • BoomDaBash– Per un milione
  • Federica Carta e Shade – Senza farlo apposta
  • Simone Cristicchi – Abbi cura di me
  • Nino D’Angelo e Livio Cori – Un’altra luce
  • Einar – Parole nuove                                                                      
  • Ex-Otago – Solo una canzone
  • Ghemon – Rose viola
  • Il Volo – Musica che resta
  • Irama – La ragazza con il cuore di latta
  • Achille Lauro – Rolls Royce
  • Mahmood – Soldi
  • Motta – Dov’è l’Italia
  • Negrita – I ragazzi stanno bene
  • Nek – Mi farò trovare pronto
  • Enrico Nigiotti – Nonno Hollywood
  • Patty Pravo con Briga – Un po’ come la vita
  • Francesco Renga – Aspetto che torni
  • Daniele Silvestri – Argentovivo
  • Anna Tatangelo – Le nostre anime di notte
  • The Zen Circus – L’amore è una dittatura
  • Paola Turci – L’ultimo ostacolo
  • Ultimo – I tuoi particolari

Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Emma Gaala 2019: veja quem levou o prêmio para casa

Tapa Poika de Pyhimys ficou com a estatueta de álbum do ano

Este sábado (02) foi de muito glamour e música boa, como pedem os tapetes vermelhos e as apresentações de um prêmio musical. O 33º Emma Gaala, o Grammy finlândes, premiou os astistas musicais que mais se destacaram e produziram coisas boas de se ouvir em 2018.

Entre as atrações da premiação estavam a banda Apocalyptica com o seu
symphonic metal, o happer Tippa, a diva do eletropop Sanni, e a pop star do momento Anna Puu.

Sem dúvida o último ano foi do happer Pyhimys, que além de receber o maior número de indicações, venceu em todas as categorias que foi indicado e três categorias especiais.

A premiação possui dezessete honrarias com cinco indicados a cada uma, mas infelizmente nem todos recebem o prêmio. Espia só quem vai poder colocar o mimo na estante:

Álbum do ano, Melhor álbum Hip-hop/R&B e Melhor álbum solo masculino – Tapa Poika (Jeito de menino) – Pyhimys

Música do ano – Jättiläinen (Gigante) – Pyhimys

Melhor álbum Etno – Kulku (Passagem) – Sans

Melhor canção popular – Kuka näkee sut (Quem pode ver) – Juha Tapio 

Melhor álbum de Jazz – Moves (mova-se) – Timo Lassy

Melhor álbum de Música Clássica – Sinfonia 1 & 4 – Witold Lutoslawski

Os álbuns mais bem avaliados pela crítica – Ruusut – Ruusut

Melhor álbum de música infantil – Tippukivitapaus – Anna-Mari Kähärä

Melhor álbum de Metal – Taival (É isso aí) – Stam1na

Melhor álbum POP e Melhor álbum solo feminino – Nälkäinen sydän (Coração faminto) – Anna Puu

Melhor álbum de Rock – Sä kuljetat mua (Cara, você mecarrega) – J. Karjalainen

Melhor álbum – Revelação – Lohtulauseita (Palavras de conforto) – Vesta

Melhor produtor – Jukka Immonen

Melhor banda – Jano (Sede) – Gasellit

 Premiações Especiais

Artista do ano Pyhimys

Videoclipe do ano Mikael Gabriel Feat. Elastinem e Pyhimys

Álbum com record de vendas Cheek – Timantit on Ikuisia

A canção mais reproduzida do ano Pyhimys Feat. Aksel Kankaanranta Jättiläinen (13.400.000 streamings)

Melhor apresentação ao vivo – Cheek – Timantit on Ikuisia

Emma Dourado Pekka Aarnio

Emma Especial Bobina Anssi

Emma exportação do ano Esa-Pekka Salonen

Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Conheça os indicados ao 33º Emma Gaala

Conhecida como o Grammy da Finlândia, premiação será hoje (02), ás 14h30 horário de Brasília 

 

A maior celebração da música finlandesa, Emma Gaala premiará hoje (02) os artistas musicais que mais foram ouvidos pelos finlandeses em 2018. Como por aqui nas terras tupiniquins pouco se fala de artistas e premiações não norte-americanas, fizemos o nosso dever de casa e estão aí os indicados do Emma Awards 2019.

O Happer Pyhimys é o mais requisitado e lidera com quatro indicações. O prêmio possui dezessete categorias, que vão desde música clássica até metal.

A categoria de Álbum do ano, assim como no Grammy (Poxa Beyoncé) é a mais importante. Estão no páreo:

  • A banda de Heavy metal: Amorphis, com o álbum Queen of time
  • A banda de Hipo-hop Gasellit pelo álbum: Jano (Sede)
  • Anna Puu com o álbum POP: Nälkäinen sydän (Coração faminto)
  • O happer Pyhimys com o álbum: Tapa Poika (Jeito de menino)
  • Stam1na, banda Heavy metal pelo álbum: Taival (É isso aí)
  • A cantora POP: Vesta, com o álbum Lohtulauseita (Palavras de conforto)

As outras categorias são:

Música do ano

  • Supervoimii (Super poder) – Eastinen
  • Kaksi Ihmistä (Duas pessoas) – Haloo Helsinki!
  • Popkorni (Pipoca) – JVG
  • Jättiläinen (Gigante) – Pyhimys
  • Satutat Mua (Me magoou) – Tippa
  • Ota varovasti (Tome cuidado) – Vesta

Melhor álbum Etno

  • We are Enkel – Enkel
  • Alku (Começo) – Päive Hirvonen
  • Kulku (Passagem) – Sans
  • New times – Solju
  • Teho (Poder) – Teho

Melhor canção popular

  • Kuka näkee sut (Quem pode ver) – Juha Tapio
  • Olet maailmassa aunut (Você é a única no mundo) – Kyösti Mäkimattila & Orquestra Riku Nieme
  • Sinä Olet Elämä (Você é a vida) – Mikko Harju
  • Mitä jos mä Rakastan (E se eu amo) – Yö
  • Maailma on Kauneimmillaan (O mundo é mais belo) – Yölintu

Melhor álbum de Jazz

  • Ligger du fortfarande i sängen! (Você ainda esta na cama!)- Emma Salokosken e Quarteto Ilmiliekki
  • Folkjazz from Finland – Hot Herosin
  • Jori Huhtala 3 – Jori Huhtalan trio
  • Mopocalypse – Mopo
  • Moves (mova-se) – Timo Lassy

Melhor álbum de Música Clássica

  • Stonework – Sebastian Fagerlund
  • A finnish elegy – Jukka Harju, Jari Valo, Keski-Pohjanmaan Kamariorkesterin e Juha kangas
  • Sinfonia 1 & 4 – Witold Lutoslawski
  • Retro – Otto Tolonen
  • Sixth sense – Risto-Matti Marin

Os álbuns mais bem avaliados pela crítica

  • Adikia
  • Abracadabra – Lac Belot
  • Ruusut – Ruusut
  • Daughter – The Holy
  • Lohtulauseita (Palavras de conforto) – Vesta

Melhor álbum de Música Infantil

  • Nallen Talvi (Inverno de um urso de pelúcia) – Aili Ikonen, Matti Kallio
  • Tippukivitapaus
  • Juostaan diskoon (Corra para a discoteca) – Kikattava Kakkiainen
  • Tuutulaululevy Avaruuden maisema (Ninando no espaço) – Loiskis
  • Robin Rekku & Jekkuorkesteri

Melhor álbum de Metal

  • Queen of time – Amorphis
  • Life is not beautiful – Arion
  • Hengen Pitimet (Suportes Espirituais) – Mokoma
  • Taival (É isso aí) – Stam1na
  • Universal Satan – Turmion Kätilöt

Melhor álbum solo masculino

  • Nuorena jaksaa (Os jovens podem) – Aleksanteri Hakaniemi
  • Faith – Isac Elliot
  • Sä kuljetat mua (Cara, você me carrega…) – J. Karjalainen
  • Kuka näkee sut (Quem pode ver) – Juha Tapio
  • Ääripäät (Os extremos)- Mikael Gabriel 
  • Tapa poika (Jeito de menino) – Pyhimys

Melhor álbum solo feminino

  • Heavy rules mixtape, cowboy – Alma
  • Nälkäinen sydän (Coração faminto) – Anna Puu
  • Spektri (Espectro) – Janna
  • Monologi (Monólogo) – Jenni Vartiainen
  • Wild Wild Wonderland – Saara Aalto
  • Sanni

Melhor álbum POP

  • Nuorena jaksaa (Os jovem podem) – Aleksanteri Hakaniemi
  • Nälkäinen sydän (Coração faminto) – Anna Puu
  • Ida Paul e Kalle Lindroth
  • Monologi (Monólogo) – Jenni Vartiainen
  • Lohtulauseita (Palavras de conforto) – Vesta

Melhor álbum de Rock

  • Ääriviivoja (Contornos) – Anssi Kela
  • Blood Brothers – Blind Channel
  • Texas – Haloo Helsinki!
  • Sä kuljetat mua (Cara, você me carrega…) – J. Karjalainen
  • Jos huonoo onnee ei ois mul ei ois onnee ollenkaan (Se o mal não estiver lá, eu não terei nada) – Pää Kii

Melhor álbum – Revelação

  • Nonsense – Ibe
  • Simba – Lukas Leon
  • Sinä olet elämä (Você é a vida) – Mikko Harju
  • Vilii Sidän (Coração selvagem) – Ollie
  • Ruusut – Ruusut
  • Lohtulauseita (Palavras de conforto) – Vesta

Melhor produtor

  • Jukka Immonen
  • Jurek
  • Kalle “Kashwell” Mäkipelto
  • Samuli Sirviö
  • Tido

Melhor álbum Hip-hop/R&B

  • Grand Prix – Aste
  • Boboff tape – Cledos
  • Jano (Sede) – Gasellit
  • Lössi – (Perda) Gettomasa
  • Kaikki on hyvin (Está tudo bem) – Paperi T
  • Tapa poika (Jeito de menino) – Pyhimys

Melhor banda

  • Queen of time – Amorphis
  • Jano (Sede) – Gasellit
  • Texas – Haloo Helsinki!
  • Ida Paulin e Kalle Lindroth
  • Taival (É isso aí) – Stam1na

 

A cerimônia e as apresentações dos artistas serão no Hartwall Areena, em Helsinki, na Finlândia e será transmitida pelo canal aberto, Nelonen.

Nos siga no Twitter, Instagram e Facebook

Último dia do 14º Festival de Música de Santa Catarina

Programação deste sábado (02) oferece atrações para todos os públicos

Mais de 20 países se reúnem em Jaraguá do Sul, no norte catarinense, para o décimo dia do maior festival-escola não competitivo do Brasil. O Festival de Música de Santa Catarina (Femusc) integra alunos e professores para aulas, concertos e apresentações sociais. As atrações iniciam às 10h, na Sociedade Cultura Artística (Scar) de Jaraguá do Sul.

A programação do evento se divide em sala de aula com formações para instrumentos musicais, regência, bandas e outros conjuntos e em grandes apresentações gratuitas para compartilhar os aprendizados e familiarizar o público que possui pouco contato com a música erudita.

Os destaques deste ano são:

  • Direção de cena por Harry Silverstein e direção musical por André dos Santos:
    • Ópera Suor Angélica, de Giocomo Puccini;
    • Ópera Os 7 Pecados Capitais, de Kurt Weill;
  • Gregory Carreño, co-criador do El Sistema, foi regente de duas obras:
    • Orquestra Sheherazade, de Remsky-Korsakov;
    • Orquestra Don Juan, de Richard Strauss;
  • Orquestra sem Maestro, com Leon Spierer, apresentou:
    • Sinfonia nº 4, Ludwig van Beethoven;
    • Sinfonia nº 1, Sergei Pprokofiev;

A última edição foi de 14 a 27 de janeiro de 2018, no Scar, com 21 países e cerca de 380 alunos. Uma das atrações deste ano foi o concerto gratuito no alto do Morro da Boa Vista, com repertório do compositor Johann Sebastian Bach.

Os pequenos estrearão o palco no último dia de festival. No início da manhã, 10h, o Zoológico Musical e Concertos da Família encantarão o público.

No início da tarde, às 13h, terá a reapresentação de óperas como “Os 7 Pecados Capitais”, “Suor Angélica”, e “Don Juan”, e às 16h, grandes concertos. Para fechar a tarde, a Piano Masters inicia às 18h.

Para começar a noite, às 19h terá recital de Canto Lírico e de Música de Câmara e também o “Momento Springmann” que leva o sobrenome do primeiro presidente da SCAR, Fernando Springmann. O festival encerra com o “Musicalmente Falando” e o “Grande Concerto”.

Você pode assistir os Grandes Concertos ao vivo pelo canal do Youtube: Instituto Femusc.


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Confira as atrações do Planeta Atlântida 2019

Evento inicia hoje (01), com cantores como Anitta e Armandinho, e segue até amanhã (02)

O maior festival de música do sul do país, Planeta Atlântida, liga os seus amplificadores hoje (01) para embalar jovens de todas as tribos urbanas com dois dias de muitas atrações musicais.

A sede do evento é cara do verão. Ele é realizado sempre na Praia de Atlântida (daí vem o seu nome), em Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul. Sua primeira edição foi 1996, e desde então mais de 1.200 atrações nacionais e internacionais, de diversos estilos, já passaram pelo palco do evento.

Neste ano não será diferente, o lineup do festival é o mais diverso possível. Ele flui entre o pop, hip-hop, rock, música eletrônica e vários outros.

Confira as atrações:

Dia 01

  • Anitta
  • Vintage Cuture
  • Wesley Safadão
  • Slightly Stoopid
  • Ferrugem
  • CPM22
  • Armandinho
  • Victor Kley
  • 1kilo
  • Zeeba
  • Braza
  • Ponto de equilíbrio
  • Zullu
  • D-Groov

Dia 02

  • Clean Bandit
  • Alok
  • Henrique e Juliano
  • Thiaguinho + Atitude 67
  • Capital Inicial
  • Pitty
  • Oriente
  • Nenhum de nós
  • Chemical Surf
  • Melim
  • Filipe Ret
  • Seu Cuca
  • Zullu
  • Lari Hi