Saiba como aproveitar a Páscoa em Itajaí

Feira Culturada é o destaque do fim de semana


O feriado de Páscoa é conhecido pelo hábito de presentear as pessoas com chocolate e por ser uma data cristã, mas também serve para aproveitar as atrações culturais com a família. Em Itajaí, o destaque é a Feira Culturada. Das 9h às 18h deste sábado (20), vários tipos de artesanatos estarão à venda em frente à Casa da Cultura Dide Brandão. Mais de 20 artesãos do município irão divulgar seus trabalhos alusivos à Páscoa.

Ao meio-dia de sábado, Daniel Montero se apresentará no palco do Mercado Público, no Centro de Itajaí. O Encontro Mercado, principal atração musical do dia, é gratuito e voltado à toda a população da cidade.

Já às 20h, o Teatro Municipal será sede do espetáculo “Violetas na Janela”. A peça mostra com simplicidade as experiências de Patrícia, uma garota que desencarnou aos dezenove anos e acordou numa Colônia Espiritual onde a vida continua.

E claro, aos apaixonados pela sétima arte, pegar um cineminha é uma boa pedida para o feriadão. Clique aqui e confira os filmes e horários disponíveis no cinema de Itajaí.

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO (20)

.: ATIVIDADE – Feira Culturada de Páscoa
Local: Em frente à Casa da Cultura Dide Brandão
Horário: Das 9h às 18h
Quanto: Gratuita

.: MÚSICA – Encontro Mercado com Daniel Montero
Local: Mercado Público de Itajaí
Horário: 12h
Quanto: Gratuito

.: ESPETÁCULO – ” Violetas na Janela” com a atriz Ana Rosa
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Horário: 20h
Quanto: R$ 88 inteira, R$ 44 meia e convênio Hora, Imperatriz ou Koerich
Classificação: Livre


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Curta as atrações culturais de Itajaí

Música, literatura e artesanato integram a agenda cultural


Mais um fim de semana chegou, então saiba como aproveitar estes dias preciosos. Itajaí terá atrações de música, literatura e artesanato na agenda cultural. Os destaques ficam por conta do Encontro Mercado com BrasiliAna e o lançamento do livro “Verso, prosas e outros labirintos” (leia nossa notícia sobre a coletânea de poemas).

O cinema da cidade também é uma opção pro sábado e domingo. Clique aqui e confira a lista de filmes e horários disponíveis. A dica é chegar cedo para evitar filas e assistir com um balde de pipoca.

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO (06)

.: ATIVIDADE – Feira Culturada
Local: Em frente à Casa da Cultura
Horário: A partir das 8h
Quanto: Gratuita
Classificação: Livre

.: MÚSICA – Encontro Mercado com BrasiliAna
Local: Mercado Público
Horário: A partir do meio-dia
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

.: OFICINA – PARALELEPÍPEDO POEMA: Cerâmica, Poesia e Música com Marcoliva
Horário: 15h às 18h
Local: Sardinhas Bar e Bistrô
Quanto: R$ 30
Classificação: Livre

.: ATIVIDADE – Lançamento da Coletânea VERSO, PROSA E OUTROS LABIRINTOS, reunindo 17 escritores e escritoras itajaienses pelas Editoras Ipêamarelo e Traços & Capturas
Horário: A partir das 19h
Local: Sardinhas Bar e Bistrô
Valor do livro: R$ 20
Classificação: Livre

.: MÚSICA – O SOM PALAVRA + Sarau
Horário: 20h às 23h
Local: Sardinhas Bar e Bistrô
Quanto: R$ 10 (couvert artístico)
Obs.: Valor do COMBO (oficina + livro + show): R$ 50

DOMINGO (07)

.: MÚSICA – Almoço com samba – Grupo Tá Mesa
Local: Mercado Público
Horário: 13h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Escritores regionais lançam livro “Verso, Prosa e outros labirintos

Lançamento contará com oficina artística, Sarau e um momento de encontro com os autores


As Editoras Ipêmarelo e Traços & Capturas lançarão neste sábado (06) o livro “Verso, prosas e outros labirintos”, uma coletânea de poemas e contos escritos por 17 autores da região de Itajaí. O evento ocorrerá no Sardinhas Bar e Bistrô na rua Ministro Victor Konder, nº 84 no Centro de Itajaí. Aberto à todos os públicos, o lançamento inicia às 15h com oficina artística.

A coletânea é resultado de um edital direcionado a artistas de Itajaí, o qual selecionou 17 escritoras e escritores para compor a obra. O objetivo do encontro é proporcionar um momento de contato com a criatividade por meio da literatura, música e produções audiovisuais.

O evento contará com a oficina de criação “Paralelepípedo Poema”. O projeto integra três linguagens artísticas: a cerâmica, a música e a literatura. Ele será ministrado pelo artista multimídia Marcoliva, das 15h às 18h. O investimento para participar é de R$ 30,00.

Oficina “Paralelepípedo Poema”

A partir das 19h os editores, escritores e escritoras participantes da coletânea receberão os convidados para confraternizar e apresentar o livro.

Às 20h, Marcoliva apresentará o seu show “O Som da Palavra”, acompanhado dos músicos Alexandre Damaria na percussão e de Maycon de Souza no saxofone. Durante a apresentação haverá um momento em forma de Sarau para os escritores, músicos e alunos da oficina expressarem-se.

Para quem desejar adquirir o livro terá que desembolsar o valor de R$ 20,00. Já o valor do ingresso para o show e o Sarau será de R$ 10,00 (Couvert artístico) e o combro da oficina, livro e show, R$ 50,00.


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Música, teatro e cinema no fim de semana de Itajaí

Saiba quais são as atrações para curtir os dias de folga


Itajaí tem cultura. Para você aproveitar o fim de semana e encerrar o mês de março em grande estilo, a agenda cultural traz atrações de música, teatro e os filmes em cartaz no cinema. Um dos destaques é o Encontro Mercado deste sábado (30), no Mercado Público. A partir do meio-dia, a música gratuita fica por conta de Elisa Cordeiro Quarteto.

O sábado terá ainda a Feira Culturada e o espetáculo “Constestados”, baseado na Guerra do Contestado entre Santa Catarina e Paraná (1912-1916). A peça gratuita terá uma segunda edição no domingo (31).

Se você quer pegar um cinema com a família e amigos, as opções de filmes em cartaz em Itajaí são Dumbo, Capitã Marvel, A Cinco Passos de Você e o Parque dos Sonhos. Clique aqui e veja os horários disponíveis.

Acompanhe a agenda e escolha aquela atração para curtir da melhor forma os dias de folga.

SÁBADO (30)

.: ATIVIDADE – Feira Culturada
Local: Em frente à Casa da Cultura
Horário: a partir das 8h
Quanto: Gratuita
Classificação: Livre

.: MÚSICA – Encontro Mercado com Elisa Cordeiro Quarteto
Local: Mercado Público
Horário: A partir das 12h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

.: ESPETÁCULO – Contestados
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Horário: 20h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

DOMINGO (31)

.: ESPETÁCULO – Contestados
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Horário: 20h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Aproveite o fim de semana cultural de Itajaí

Sábado (23) e domingo (24) estão repletos de atrações


O fim de semana cultural de Itajaí terá atração para vários gostos. No sábado (23), mais uma edição do Encontro Mercado terá entrada gratuita ao público. Os embalos no Mercado Público ficam por conta do Victor Praun e banda, a partir das 12h.

.

Às 20h de sábado, a banda curitibana “Mulamba” – formada inteiramente por mulheres – fará uma apresentação gratuita no Teatro do Sesc de Itajaí. Retire o ingresso simbólico uma hora antes da apresentação. No mesmo horário, o espetáculo de improviso “Os Mequetrefes” será realizado na Casa da Cultura Dide Brandão. O grupo fará uma segunda sessão às 21h30 e os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Complementa a agenda do dia a Feira Culturada, das 8h às 16h. Produtos artesanais estarão à venda em frente à Casa da Cultura Dide Brandão.

Já no domingo (24), outro grupo de humoristas da região estará na Casa da Cultura. Jorge Gastaldi, João Longo e Guilherme Tureck realizarão um show de Stand Up Comedy às 19h. Os ingressos estarão no valor de R$ 15.

Confira a programação completa:

SÁBADO (23)

.: ATIVIDADE – Feira Culturada
Local: Em frente à Casa da Cultura
Horário: A partir das 8h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

.: MÚSICA – Encontro Mercado COM Victor Praun e Banda
Local: Mercado Público de Itajaí
Horário: 12h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

.: MÚSICA – Mulamba
Local: SESC Itajaí
Horário: 20h
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

.: ESPETÁCULO – Improviso Mequetrefes
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Horário: 20h e 21h30
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação: Livre

DOMINGO (24)

.: ESPETÁCULO – Show de Stand Up Comedy
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Horário: 19h
Quanto: R$ 15
Classificação: 14 anos


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Marcílio Dias, uma paixão centenária

Clube foi fundado em 1919 e está marcado na história de Itajaí


Além de ter o estádio localizado no coração de Itajaí, entre as principais avenidas (Coronel Marcos Konder e Sete de Setembro), bem no centro da cidade, o Marcílio Dias está no coração do cidadão e torcedor itajaiense. No domingo (17), o time completou cem anos de fundação.

Foi em 17 de março de 1919 que essa história começou a ser escrita. Homenageando um guerreiro negro, o clube náutico ganhou o nome de Marcílio Dias e começou em outras modalidades, como o remo. As cores azul e vermelho foram para homenagear clubes náuticos da capital catarinense.

A história do “Marinheiro” se confunde com a história de Itajaí. E, apesar da identificação ter se perdido um pouco nos últimos anos, ela está voltando em um dos momentos mais importantes do clube: o centenário, com uma boa campanha na Série A do Campeonato Catarinense.

O time começou com desconfiança por parte de alguns após duas derrotas diante de adversários de peso, como Chapecoense e Criciúma. Depois, foi se levando aos poucos, diante de muito trabalho e ocupa hoje a quarta posição da tabela com 20 pontos conquistados.

Apesar da derrota por 1 a 0 para o Brusque no sábado (16), nem mesmo isso foi capaz de estragar o momento e a festa do centenário para o torcedor, realizada no estádio Doutor Hercílio Luz. Entre tantas palavras, o presidente Lucas Brunet descreveu o momento em uma frase: “estamos vivendo um sonho”.

O planejamento inicial de todos foi com os pés no chão, com a missão de pelo menos manter o clube na elite. O objetivo já foi alcançado e o clube passou a mirar coisas ainda maiores: vaga na Série D e, por que não, na Copa do Brasil?

A diferença de apenas um ponto para o Brusque, quinto colocado, apertou um pouco o planejamento, mas a sequência do trabalho é uma certeza para o técnico Waguinho Dias. “Vamos continuar como estávamos, para tentar reencontrar o caminho das vitórias”, disse em coletiva pós-jogo.

A importância da torcida

Podendo ser considerada o décimo segundo jogador, a torcida rubro-anil não deixa de fazer seu papel em nenhum jogo do campeonato, dentro ou fora do Gigantão das Avenidas. Tanto que o Marcílio tem a terceira melhor média de público, sendo superado apenas por Figueirense e Chapecoense.

O presidente Lucas considera a transparência do clube como um dos principais motivos para a retomada do público. “Fizemos eles acreditar em novamente no clube e nas pessoas que aqui estão”, disse.

Para Flávio Roberto, assessor de imprensa do clube, a cidade está respirando Marcílio Dias. “As pessoas voltaram a sentir aquela emoção que sentiam antigamente com o Marcílio. Essa comunhão entre torcida e atletas vai refletir nos próximos passos que a gente vai ter”, completou.

A torcida marca presença nas arquibancadas do Gigantão. Foto: Bruno Golembiewski

O mascote pé quente

Quem também tem feito sucesso junto com o time é o mascote Marujo. O cachorrinho foi adotado pelo clube após aparecer em um evento no Pub do Marinheiro ano passado e ganhou o coração de torcedores e atletas.

Todo mundo se rende aos encantos do cachorrinho. Em dia de jogo, ele aparece nas arquibancadas uniformizado e posa para fotos, assiste a partida e desperta a atenção.

Junto com a chegada dele, o time embalou em campo. Os torcedores mais supersticiosos acreditam que o Marujo pode ser o amuleto da sorte por causa disso.

A torcida adora o mascotinho. Foto: Fabrício Mezoni


Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter

Dia Internacional da Mulher: “Mulheres na Resistência” gritam por direitos e igualdade nas ruas de Itajaí

Marielle Franco esteve presente nas falas dos manifestantes durante o ato

Confira a cobertura fotográfica completa aqui: https://flic.kr/s/aHsmwug1Gf

Dia de respeito. No mundo todo, atos remetem ao dia 8 de março para reconhecer conquistas históricas na luta pelos direitos das mulheres. Em Itajaí, cerca de 200 pessoas foram às ruas, neste sábado (09), com cartazes, adesivos e caras pintadas para combater a violência contra a mulher e discutir causas feministas. As atividades iniciaram em frente ao Museu Histórico e seguiram até o Mercado Público.

A manifestação chamou a atenção de quem passava no local. Pessoas de diferentes gêneros, idades e etnias se reuniram para gritar por direitos e igualdade e engajar pessoas causa contra os casos de feminicídio, abusos e violência registrados em todo território nacional.

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

Tayná Iaconis Braga, 29 anos, integra o grupo Mulheres na Resistência, o Setorial de Culturas Afro-brasileiras e também o coletivo Frente Negra da Universidade do Vale do Itajaí. Para ela, o problema é cultural e por isso a presença masculina é importante.

“Eu entendo o que eu não quero pra mim, mas eles não entendem o que não podem fazer comigo. Além deles, precisamos atingir também quem não entendeu que está sendo oprimida”, comentou. “Enquanto não incomodarmos, não fizermos barulho, eles não vão entender que estão oprimindo e nós também não vamos saber que somos oprimidas”, concluiu.

Daniel Olivetto, de 39 anos, participou do ato e acredita que essa é uma luta de todos. “Deixou de ser uma batalha só de vocês, mulheres. É uma luta minha como LGBT, da comunidade negra. É uma luta pela vida”, argumenta.

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

Durante o ato, manifestantes relembraram o caso de Marielle Franco, vereadora do PSOL no Rio de Janeiro morta em 14 de março de 2018. Após quase um ano do crime, as perguntas nos cartazes permanecem sem resposta: Quem matou Marielle? E quem mandou matar?

“A mulher negra não luta só por ser mulher, a gente luta também por ser negro. Marielle representou as mulheres negras e o grito dela, mesmo interrompido, não se calou. O grito de Marielle se proliferou. Eu sinto ela aqui”, destacou Tayná.

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

Quem passou pelo Calçadão Hercílio Luz pôde observar a exposição de 183 calçados que carregavam os casos de feminicídios registrados em 2019. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o quinto país do mundo que mais mata mulher pelo simples fato de ela ser mulher. Entre os estados brasileiros, Santa Catarina é o segundo com maior taxa de estupros registrados.

Exposição com 183 calçados para simbolizar o número de feminicídios até fevereiro de 2019. Créditos: Bruna Bertoldo/Coletivo Jornaleiros

As apresentações culturais conduziram as primeiras horas do evento. O calçadão da Hercílio Luz deu ouvidos à poemas, músicas e textos autorais, além de pessoas públicas ativas na causa. Relatos de vítimas de violência contra mulher foram espalhados em faixas para facilitar a leitura de quem passava pelo centro comercial da cidade.

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

No trajeto até o Mercado Público, falas sobre machismo, estupro, violência e direitos das mulheres foram reforçadas. Também se ouviu gritos contra o presidente da república, Jair Bolsonaro. Frases como “machistas não passarão”, “fascistas não passarão”, “se cuida seu machista pois a América Latina será toda feminista”, além de dados oficiais sobre feminicídios e violência foram gritados em coro pelos manifestantes.

A professora aposentada e simpatizante do movimento “Lula Livre”, Geonete Bernardi Peiter, 65 anos, acredita que “a democracia se faz na luta e é por isso que estamos na rua: pelos direitos das mulheres e pela democracia”.

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

Protesto Dia das Mulheres 2019 em Itajaí – Créditos Bruna Bertoldo

O ato convocado pelo coletivo Mulheres na Resistência teve em sua organização lideranças de partidos, movimentos sociais, seguimentos organizados e religiosos. De acordo com Juliana Castro Ayres, 32 anos, o objetivo é lutar a favor das mulheres trabalhadoras.

“Lutamos contra o feminicídio, naturalizado no nosso país; contra a reforma da previdência; e a favor da igualdade de gênero”, destacou a advogada integrante do grupo e filiada ao PSOL de Itajaí, Juliana.

As atividades em alusão ao Dia da Mulher continuam neste domingo (10) com o Sarau “Liberte seu Imaginário“. Na terça-feira (12), terá roda de conversa no Museu Histório Itajaí sobre feminicídio, previdência e ramificações do feminismo e na quinta-feira (14) o Ato Alusivo à Marielle Franco organizado pelo Setorial LGBTQI+ do PSOL de Itajaí com apoio do grupo Mulheres na Resistência.



Nos siga nas redes sociais: InstagramFacebook Twitter